«Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.»Fernando Pessoa
Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2015
Bons amigos...

leituraferiasIlustracaoLidiaTomashevskaya.jpg

Lidia Tomashevskaya

  "Bons amigos, bons livros e uma consciência limpa: tudo o que você precisa para uma vida perfeita."   Mark Twain

No entanto é difícil encontrar novos amigos que gostem de literatura, pois há muitas pessoas, hoje em dia, que  julgam que a leitura e a cultura são  inúteis.



publicado por Bia às 23:11
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 26 de Dezembro de 2015
Boas Festas

Natalvillancicos_Patricia Adams.jpg

Da autoria de Patrícia Adams


publicado por Bia às 22:29
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Agosto de 2015
De volta ....

veraocampobrendaburke.jpg

Da autoria Brenda Burke


publicado por Bia às 20:59
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2015
...

ano2015lavie.jpg



publicado por Bia às 14:59
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2015
Feliz Ano Novo

anonovovintage3.jpg



publicado por Bia às 15:44
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2014
Curta meditação sobre o Natal
O Silêncio e a Tranquilidade
 

"Chama-se ao Advento o tempo do silêncio. Apesar disso, muitos são os que o vivem enquanto tempo de barulho e de agitação. As pessoas precipitam-se para as lojas a fim de fazer as compras de Natal. E, no entanto, o silêncio é necessário para que Deus possa vir até nós. Sem silêncio, não nos apercebemos da sua vinda, não o ouviremos bater à porta do nosso coração.
Em alemão, a noção de silêncio encontra-se ligada à de imobilidade. Para fazermos silêncio em nós, importa que paremos, que deixemos de correr de um lado para o outro, que deixemos de nos agitar e fiquemos sozinhos connosco. Só me encontrarei a mim próprio se me imobilizar. Deixarei então de viver no exterior a minha agitação; aperceber-me-ei dela dentro de mim. Só alcança o silêncio, a tranquilidade, aquele que sabe resistir à sua própria agitação. A língua alemã associa igualmente, num único vocábulo [Stille, Stillen], a tranquilidade e a amamentação do recém-nascido. Ao aleitar a criança que chora com fome, a mãe acalma-a. Da mesma forma, devo aquietar o choro interior da minha alma. Quando deixo de me agitar no exterior, o meu coração grita de fome; e grita de insatisfação. Sente necessidade de alimento e, por isso, devo consagrar-me maternalmente a ele, para que se apazigue. Ora, muitos são aqueles que têm medo de escutar o coração que grita de fome; preferem ignorá-lo, agitando-se sem cessar, sempre em rodopio. Mas o coração continua a gritar, não querendo que o ignorem, pois sente a necessidade de atenção, de alimento. “Apenas em Deus encontrarei o repouso para a minha alma”, diz um Salmo (62[61],1). Ainda hoje é cantado todas as quartas-feiras, à hora das completas; e sinto-me sempre tocado por ele. Eu próprio não consigo acalmar o coração; quando ouço o seu grito, pressinto que ele sente fome de algo mais do que aquilo que lhe posso dar. É Deus quem ele deseja; só em Deus poderá repousar verdadeiramente. Tu que me lês, dá-te a ti próprio, durante o Advento, alguns momentos de silêncio e de tranquilidade que te permitam procurar Deus. E sempre que, no meio do silêncio, surgir em primeiro lugar o barulho interior, suporta-o muito simplesmente. Pára, permanece imóvel; oferece a Deus o teu coração que grita, para que ele apazigue a sua fome. É então que o silêncio se tornará um bálsamo e nele poderás mergulhar a tua alma. Suportarás então um frente a frente com a tua própria verdade, poderás até saborear o facto de estares, muito simplesmente, contigo mesmo, diante de Deus. No silêncio, ninguém te exige nada; nele permaneces tal qual és, com toda a simplicidade.
Mas o silêncio não é apenas necessário durante o Advento, também o é no Natal. Para mim, celebrar a noite da Natividade implica que, após a celebração em comum, eu consagre três horas a meditar em solidão, escutando uma parte do Oratório  do Natal e prestando atenção ao silêncio. Pois sei que Deus só pode nascer em mim no silêncio. [...]
É no seio do mais profundo silêncio e quando a palavra humana se tiver calado, que se dará o nascimento de Deus. Calando-me, não posso obrigar Deus a vir até mim; mas o silêncio é condição necessária para que me aperceba da sua presença em mim. Ao fazer silêncio, desço às minhas profundezas, e o caminho que me leva até lá passa pela obscuridade da minha noite, pela noite da minha angústia e da minha solidão. É então que deixo para trás o trono da realeza onde permaneço seguro de mim, e de onde determino e conduzo a minha vida. É então que mergulho até ao fundo da minha alma. Porque só aí Deus pode nascer em mim; é apenas nas profundezas do meu coração, onde já nenhum ruído exterior penetra, que Deus deseja tornar-se homem em mim."

Autor: Anselm Grün

Mesmo para quem não é católico, mesmo para os agnósticos e mesmo para os que professam outra religião, este texto faz sentido: parar para ouvir o silêncio é cada vez mais urgente neste mundo vivido a um ritmo tão agitado.



publicado por Bia às 23:06
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 7 de Agosto de 2014
Não é a aparência...


publicado por Bia às 15:56
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 4 de Março de 2014
Carnaval


publicado por Bia às 18:18
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Janeiro de 2014
Livros...
Pintura de Mary Cassatt

“Nunca lemos um livro. Nós nos lemos através dos livros, seja para nos descobrirmos, seja para nos controlarmos”.

 

Romain Rolland



publicado por Bia às 16:56
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 31 de Dezembro de 2013
Um Excelente 2014
Bom Ano Novo


publicado por Bia às 16:45
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 24 de Dezembro de 2013
Chove no Natal presente!

 

Chove. É Dia de Natal

 Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.

E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.

Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.

Deixo sentir a quem quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés.

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

 



publicado por Bia às 18:05
link do post | comentar | favorito
|

Feliz Natal
Pintura de Sebastiano Mainardi


publicado por Bia às 18:03
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Dezembro de 2013
O Pai Natal já está a caminho...


publicado por Bia às 18:42
link do post | comentar | favorito
|

O chapéu de chuva e o Natal

Voltei ...

Há muito que não publico nada no meu blog!!!!
Hoje está a chover e como está previsto "chuva" para os próximos dias...
Vamos ter um Natal com chuva  e com neve na Serra da Estrela.
Partilho estes cartões de Natal.

É interessante ver a quantidade de vezes em que o chapéu-chuva
é um elemento usado nos cartões de Natal.

(As imagens foram retiradas do "Google")



publicado por Bia às 18:24
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 31 de Março de 2013
Páscoa Feliz
Imagem Google

Páscoa é tempo de renascimento....
E se encararmos nossas dificuldades com um novo olhar?
Um olhar de esperança, de amor, de perdão.
Que todos possamos festejá-la com alegria e, claro. com docíssinhos e chocolates.

 

Breve informação sobre a origem da PÁSCOA.

 

Muito antes de ser uma festa cristã, o que se celebrava no momento da Páscoa era o anúncio do fim do Inverno e a chegada da Primavera.
Para os antigos, festejar a Primavera (tal como a Páscoa) sempre representou a alegria da passagem de um tempo escuro e triste para um mundo iluminado, de vida nova na Natureza.
Era uma espécie de renascer.
A palavra "páscoa" vem do hebreu "pessah" e significa "passagem", "mudança", refere-se ao êxodo (saída) do Egipto de Moisés.


A Páscoa cristã


Para entender o significado da Páscoa cristã, é necessário recordar que muitas celebrações antigas foram integradas nos acontecimentos relacionados com Cristo.
A festa da Páscoa refere-se à última ceia de Jesus com os Apóstolos, a sua prisão, julgamento e condenação à morte, seguida da sua crucifixão e ressurreição (Jesus voltou a viver e subiu ao céu).
A celebração começa no Domingo de Ramos (quando Jesus entra em Jerusalém e é aclamado com ramos de palmeira) e acaba no Domingo de Páscoa (com a Ressurreição de Cristo): é a chamada Semana Santa.



publicado por Bia às 19:27
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 27 de Março de 2013
A Primavera
 
 

A primavera este ano chegou a 20 de março, mas veio acompanhada de muita chuva.

 

"Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol.
Ambos existem; cada um como é."

 

Alberto Caeiro, in Poemas Inconjuntos - Heterónimo de Fernando Pessoa.



publicado por Bia às 18:17
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 6 de Janeiro de 2013
Bom Ano 2013
Imagem Google
 

Um problema técnico e informático impediu-me de enviar enviar os votos de Bom Ano "a tempo e horas".



publicado por Bia às 17:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2012
Feliz Natal


publicado por Bia às 19:20
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Dezembro de 2012
"Natal Chique"

Percorro o dia, que esmorece
Nas ruas cheias de rumor;
Minha alma vã desaparece
Na muita pressa e pouco amor.
Hoje é Natal. Comprei um anjo,
Dos que anunciam no jornal;
Mas houve um etéreo desarranjo
E o efeito em casa saiu mal.
Valeu-me um príncipe esfarrapado
A quem dão coroas no meio disto,
Um moço doente, desanimado…
Só esse pobre me pareceu Cristo.

 

Natal Chique de Vitorino Nemésio



publicado por Bia às 16:07
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2012
Sobre o ato de ler



publicado por Bia às 16:36
link do post | comentar | favorito
|

Uma "frase" de um poeta


«Poetas estão sempre tomando o tempo tão pessoalmente.» (tradução aproximada)
A propósito do dia de hoje: fala-se do "tempo", do "fim do mundo".



publicado por Bia às 16:23
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Novembro de 2012
Bom Feriado
 
  
A hora da partida soa quando
Escurecem o jardim e o vento passa,
Estala o chão e as portas batem, quando
A noite cada nó em si deslaça.
A hora da partida soa quando
As árvores parecem inspiradas
Como se tudo nelas germinasse.

Soa quando no fundo dos espelhos
Me é estranha e longínqua a minha face
E de mim se desprende a minha vida.


Sophia de Mello B. Andresen
 


publicado por Bia às 15:42
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 7 de Agosto de 2012
"Praia"

Mucize Enerji


publicado por Bia às 15:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 5 de Agosto de 2012
Mar!!!!

Imagem retirada da net


publicado por Bia às 15:47
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Julho de 2012
Partilha!!!

Mucize Enerji


publicado por Bia às 16:10
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 1 de Junho de 2012
Hoje é o Dia Mundial da Criança


publicado por Bia às 21:56
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 6 de Maio de 2012
Dia da Mãe


publicado por Bia às 19:36
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Abril de 2012
«Manifesto Anti -Leitura» de José Fanha
Deixo aqui um excerto deste manifesto...

«(…)
OS LIVROS DEVIAM SER RECICLADOS E TRANSFORMADOS EM LENÇOS DE PAPEL! EM SOLAS DE SAPATOS! EM BOLAS DE FUTEBOL! MAS LIVRAI-VOS DE OS LER! OU MELHOR! QUEIMEM-NOS! LEMBREM-SE DAQUELES QUE AO LONGO DA HISTÓRIA TENTARAM SALVAR-NOS QUEIMANDO PILHAS E PILHAS DE LIVROS.(...)»

O «Manisfesto Anti - Dantas» de Almada Negreiros inspirou José Fanha que escreveu o «Manifesto Anti Leitura».


publicado por Bia às 17:08
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 7 de Abril de 2012
Páscoa


publicado por Bia às 11:05
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 5 de Abril de 2012
A vida é...

Imagem retirada da Internet

 

"A vida é breve

     A alma é vasta."

 

                         Fernando Pessoa

 


publicado por Bia às 17:16
link do post | comentar | favorito
|






http://twitter.com/#!/BiaBia117
*

«Eu sou uma Menina do Mar...Um dia uma gaivota trouxe-me no bico...»
Sophia de Mello Breyner Andresen

--

*


--


mais sobre mim
Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25

27
29
30
31


...

A minha cidade é Lisboa

Torre de Belém

--


Van Gogh

--


Van Gogh

--


Charles Burton Barber

--

--


Claude Thébergue

--

--

ARTIGOS

Bons amigos...

Boas Festas

De volta ....

...

Feliz Ano Novo

Curta meditação sobre o N...

Não é a aparência...

Carnaval

Livros...

Um Excelente 2014

FAVORITOS

«Auto Retrato de Van Gogh...

ARQUIVOS

Dezembro 2015

Agosto 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Agosto 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Abril 2005

O Gatinho «Poli»

--

«O tempo foge e a eternidade espera.»
João Paulo II


in Olhares
Links
Abrupto

"m'espanto às vezes, outras m'avergonho..."

Sá de Miranda;
A Kind of Magic
;
A luz do voo
;
Auxiliar de Memória;
Canto da Conchita;
Dicas;
Ecos do Tempo;
Errâncias
;
Hyperborea;
Segunda Vida
;
Quem tem boca vai a Roma;

Palavras ao vento;

Menina Marota

;

Navegar é preciso;

Gato Floquinho
;
e outros...

VISITAS

A partir de 19 de Outubro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds